Sigam-me os bons:

  • Facebook - Grey Circle
  • SoundCloud - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

ouça enquanto navega:

Contato:
arte@joelmozart.com

(41) 99694-6785

Curitiba | PR | Brasil

Quer elogiar?
Sugerir?

Criticar?
Quer comprar um CD?
Pedir um show?
Escreve aqui:

© 2015 por Joel Mozart. Criado com Wix.com

Mozart é sobrenome?

Várias vezes já me perguntaram: "Mozart é sobrenome? É nome artístico? Acho que o nome já fala um pouco sobre minha história, então permita-me voltar no tempo uns vinte e tantos anos e começar por aí.

Meu pai é músico, daqueles que tocam Djavan no bar, sentados num banquinho. Foi num bar desses que minha mãe o conheceu. Eu fui o primeiro filho deles e meu pai escolheu o nome: Joel é o nome do pai dele, meu avô. Mozart é aquele compositor austríaco que você sabe quem é. Então meu nome completo ficou Joel Mozart Monte Serrat Budal.

Pouco depois nasceu meu irmão, Alexandre. O nome dele foi a mãe que escolheu. Quando eu tinha uns 4 anos, meus pais se separaram e nós nos mudamos com ela para a casa dos nossos avós: Dr. Paulo e dona Isis.

O Pai nos buscava no fim de semana e a gente aproveitava bem o tempo que tinha junto. Ele nos contava histórias e tocava violão. O repertório tinha Toquinho, Vinícius, Milton, Caetano... Com essa influência a gente já cantava afinadinho desde muito cedo e, quando eu tinha 8 anos, compus a música "Verdade".


Quem eu vou ser quando crescer?

Além de cantar eu gostava de desenhar e era muito incentivado, especialmente pela família da mãe, que também é cheia de artistas. O que eu quero ser quando crescer? Desenhista! Meu avô comprava meus desenhos, feitos a lápis de cor. O vô Paulo era psiquiatra, positivista e um avô muito querido. Por influência dele, durante a adolescência eu me afirmei como ateu convicto. Em 2003 nasceu minha irmãzinha Clara Bia, filha do segundo casamento do meu pai.

Na hora de escolher minha profissão, decidi ser desenhista e cursei design gráfico na UFPR. Junto com amigos da faculdade, compus a música "O Mundo Dorme". Foi nessa época que meu irmão começou a frequentar a igreja. Através dele eu me interessei em conhecer mais sobre Jesus e depois de um tempo me converti. A música "Redimido" fala sobre esse processo de mudança de convicções.

Entre as mudanças que aconteceram, passei a frequentar um grupo de estudo bíblico na universidade, onde conheci a Aline Mitie, que hoje é minha esposa. Ela me inspirou a compor músicas como "Sorvete de Arroz", "O Amor Supera" e "Crisálida".

Todo Ser Que Respira

Em 2014, comecei a apresentar minhas canções ao vivo, formando uma banda com o violonista Emanuel Atanázio, o guitarrista William Correia e o celista João Pedro Cordeiro. Fui ganhador do Sara Festival 2014, promovido pela rádio Sara Brasil, cujo prêmio foi a gravação de um álbum com 10 faixas. Reuni essas tantas músicas que havia composto ao longo desses anos e o resultado foi o álbum Todo Ser Que Respira.

Nossa banda participou de festivais universitários e demos a ela o nome de Casulo Azul por causa da música "Crisálida", que fala sobre transformação. Em abril de 2015 foi o show de lançamento do álbum no Teatro Paiol. Com a distribuição nos serviços de Streaming (Spotify, Apple Music, Google Music), as canções têm sido ouvidas ao redor de todo o Brasil.

"Sua música é Gospel?"

Olhando pra história das músicas deste álbum dá pra ver que cada uma representa um momento de vida diferente, sendo que na época em que compus algumas delas eu nem era religioso. Eu escrevo sobre o que amo, sobre o que sinto e sobre o que vivo, então é natural que a minha religiosidade permeie a obra, mesmo quando não é o tema central. 

A principal dificuldade em responder a essa pergunta é definir o que se entende por "gospel". Tenho a impressão de que gospel significa: "produto destinado a evangélicos". De fato, boa parte das pessoas que ouvem minhas músicas é formada por cristãos, principalmente evangélicos. Mas essas canções também são ouvidas por ateístas, espíritas, umbandistas, agnósticos, panteístas...

O que vem por aí?

Por aí vêm mais músicas e mais desenhos se Deus quiser. Como artista independente, conto com o apoio de cada ouvinte pra ajudar a divulgar o álbum Todo Ser Que Respira. Pretendo lançar mais alguns clipes de músicas do disco atual, para só depois dedicar mais atenção à concepção de um novo álbum, cujo repertório já está quase completo.

Autobiografia

Bio

Joel Mozart é um artista curitibano que faz música brasileira, independente e autoral. Além de cantor e compositor é desenhista, formado em design gráfico.

"Eu dei um jeito, voltei no tempo para os momentos que já vivi..."

 

(Voltei No Tempo)

 

"Que grande casa, quanta família, quanta alegria de vô e vó..."

 

(Voltei No Tempo)

 

"Bola de meia, bola de gude e um leãozinho pra me ninar..."


(Voltei No Tempo)


"Quem eu vou ser quando crescer? 'que será que esse menino tem pra me dizer?"


(Voltei No Tempo)


"Você não faz sentido, mas quem eu sou sem ti?"


(Redimido)

"Eu canto pra perder o ar dos pulmões
a Deus, que me inspira a compor as canções, que canto por não me conter, por viver ao te respirar"


(Respirar)

Quer conhecer mais? confira as entrevistas: